No dia 03 de julho, o Pr. Eric Vianna compartilhou a última parte da série de mensagens “Vida Plena” – DOMÍNIO PRÓPRIO.

Resumo da palavra

Série Vida Plena – Parte 09
“Domínio Próprio”

Sem o domínio próprio, podemos perder todos os demais frutos; toda a colheita. Ele guarda os demais “gomos” e nos impede de agirmos na carne, nos direcionando ao Espírito Santo.

Enkrateia- no grego, maestria/ domínio.

O domínio próprio é um alarme no nosso espírito. É a capacidade de não sermos dominados por nada.

Não tropeçamos em montanhas, tropeçamos em pequenas pedras que estão no meio do caminho. E o domínio próprio nos protege das pedras, das ciladas e dos problemas.

Exemplos negativos:
* Eva não teve domínio próprio diante da árvore do conhecimento do bem e do mal.
* Caim irou-se contra seu irmão apesar de Deus tê-lo alertado. Deus avisou que ele deveria dominar sobre o sentimento de inveja que sentia.
* Davi era um homem segundo o coração de Deus, mas desejou uma mulher casada. Adulterou! Não controlou seus desejos.
* Salomão construiu o Templo, foi o homem mais sábio da Terra, mas diante de tantas riquezas e mulheres, se perdeu servindo a outros deuses.
* Ananias e Safira venderam seus patrimônios e trouxeram aos pés dos apóstolos, mas mentiram para o Espírito Santo.

Exemplos Positivos:
* José, assediado pela mulher de Potifar, fugiu porque controlava suas emoções.
* Nenhuma tentação pode ser mais forte do que a semente do domínio próprio.

* Daniel diante de um banquete do rei resolveu não se contaminar.
* Jesus, na tentação do deserto.

Como alcançar essa semente?
Só desfrutamos do Espírito Santo quando damos espaço pra Ele e mortificamos nossa carne.
Não depende de força humana, é uma semente do Espírito Santo. É Ele quem nos protege dos nossos próprios desejos. Por isso precisamos desfrutar de Sua presença.

Quem tem domínio próprio:

1- tem certeza de uma vida nova em Cristo Jesus e força suficiente pra viver em novidade de vida.
2- vive a natureza divina na Terra. É um ser pleno e espiritual; um cidadão do céu!
3- tem escolhas de cura pra vida cristã e experiências com Deus que o capacitam a enfrentar as dificuldades.
4- é responsável pelas melhores colheitas.

Os que pertencem a Jesus crucificaram a carne com suas paixões e desejos, com os pregos do domínio próprio.

Nesse domingo recebemos no altar, as famílias para apresentarem seus filhos ao Senhor.
Os pais Jonathas e Patrícia apresentaram o Joaquim e a mãe Larissa apresentou os filhos Sophia e Maithê.
Em oração, a igreja os abençoou!