No dia 16 de junho, a pastora Sheila Vianna compartilhou uma palavra com o tema: A chave de Davi.

Resumo da palavra

Chave é algo que a gente só dá valor quando perde. A importância não está na chave em si, mas nos acessos que ela dá.

Deus concede aos Seus filhos chaves conforme amadurecem.
No salmo 100, Davi diz para entrarmos pelas portas com ações de graças e nos átrios com louvor. Gratidão, louvor e confiança total na bondade de Deus são a chave.

Gratidão que é no coração, louvor que é a versão verbal dessa gratidão e a confiança, que é uma fé inabalável na verdade de que o Senhor é bom.

Davi, apesar de ter sido rejeitado pela família, traído pelo filho, pego em pecado, colhido graves consequências, vivido em cavernas, vivido tempos de humilhação, entre outras coisas, ele carregava uma certeza: o Senhor é bom e a Sua misericórdia dura para sempre.

Infelizmente, essa é uma certeza que não temos sempre, principalmente nos dias ruins. A bondade de Deus pode nos levar a situações e caminhos que vão nos tentar a questionar.
Já vivemos períodos em que parece que Deus “deletou todos os e-mails” que enviamos, só conseguimos ver portas fechadas. Mas que não sejamos mais um nome na lista dos que trancaram o coração e jogaram a chave de acesso à presença de Deus fora.

Jogar a chave fora é deixar de confiar na bondade de Deus.
A adoração verdadeira não é sobre cantar cancões, mas sim sobre sacrifício e obediência baseados em confiança total.
Há momentos que temos “amnésia espiritual” e nos esquecemos do que Deus já fez. Nos tornamos amargos, incrédulos, questionadores e até infiéis, damos a nossa chave na mão de um ladrão.

Não duvidemos e nem questionemos a bondade de Deus. O que importa é a nossa reação nas provas, se reagimos com confiança.

Pode até parecer que não, mas a bondade dEle continua presente!!! Vamos procurar onde jogamos a chave, pegá-la de volta e voltar a confiar na soberania de Deus mesmo sem entender.
Quando chegar a hora, vamos colher! Uma vez que temos a chave de Davi, somos fincados e, depois de aprovados na gratidão, no louvor e na confiança, nos tornamos para Deus um trono de Glória!

 

Apresentação de crianças e consagração de aliança

No último domingo, os pais: Robson e Karina apresentaram o Rhuan no altar e também consagraram as alianças de casamento.