No dia 21 de agosto, o Pb. Bruno Alonso compartilhou uma palavra com o tema: “O segredo de Salomão”.

Resumo da palavra

A ausência da resposta pode gerar uma ansiedade que leva a morte espiritual.
Sabe aquele tempo que, quanto mais a gente ora, mais parece que a coisa piora? Quanto mais a gente se consagra, mais longe as respostas ficam? Aí entra aquela sensação de abandono, de que Deus esqueceu. Afinal, nossos pedidos são legítimos, são bons, mas não vemos uma luz no fim do túnel.
Isso acontece, principalmente, pelo fato de que queremos a resposta imediata, e quando ela não vem nos frustramos e caímos na ansiedade.
Talvez o motivo dos nossos pedidos não serem atendidos é porque estamos pedindo da forma errada.
Salomão pediu sabedoria e Deus muito se agradou. A grande virtude de Salomão não foi pedir a sabedoria em si, mas pedir algo ligado ao seu destino profético. Por conhecer a sua chamada, ele sabia exatamente o que pedir.
Deus pode não ter mudado a sua situação ainda porque isso faz parte do preparo para o cumprimento do chamado profético.
Salomão fez mil holocaustos a Deus no Tabernáculo, esse foi o segredo.
O Tabernáculo:

1- Era um lugar de adoração. Salomão estava prestando um culto a Deus com o melhor que poderia oferecer.

2- Era um lugar de comunhão com Deus. Salomão tinha certeza que não teria sucesso sem comunhão com Deus. Muitos têm vida religiosa ativa, mas nenhuma intimidade com o Pai.
3- Simbolizava um lugar de conserto com Deus. Os sacrifícios oferecidos eram sinais de arrependimento.
É tempo de adorarmos, buscarmos intimidade com Deus e nos arrependermos para que nos seja revelado o chamado e possamos pedir do jeito certo.