No dia 24 de abril, o Pr. Antônio Carlos compartilhou uma palavra com o tema: “Prensados, mas felizes”.

 

Resumo da palavra

Jesus alerta os discípulos de que viriam tempos difíceis e que eles não deveriam se atemorizar porque os propósitos de Deus seriam cumpridos.
O Jardim do Getsêmani significa Lagar de azeite, onde as azeitonas eram prensadas para produzir o melhor azeite. Foi nesse lugar que Jesus suou sangue e viu seus discípulos dormindo de tristeza.
Vemos na TV muitas tragédias que nos colocam no Monte das Oliveiras, onde realmente temos sido espremidos, mas as aflições fazem parte do processo e nos tornam mais fortes, por isso Deus quer que, mesmo nesse tempo, sejamos felizes.

Bem-aventurados os pobres de espírito, os humildes, porque deles é o Reino. O Reino é justiça, paz e alegria no Espírito, se queremos isso, precisamos nos despir de todo orgulho, altivez e vaidade.
O orgulhoso tem um conceito exagerado de si, o altivo é aquele que se acha maior do que os outros, controlador e autoritário e o vaidoso é aquele que se preocupa muito com o que os outros vão pensar e age em função deles.

Bem-aventurados os que choram. Devemos chorar pelos nossos pecados, por tudo o que fazemos que desagrada a Deus. Também devemos chorar pelo próximo, por aquele que está com a vida destruída e parar de criticar e julgar.

Bem-aventurados os mansos. A ira, a prostituição e o vício caminham juntos, por isso é tão importante não dar lugar a ira. Os mansos herdarão a terra, quer dizer que se você semear mansidão, você colherá também no Reino material.
Bem-aventurados os misericordiosos. Como está o nosso coração? Preocupado com órfão e com a viúva ou preocupado em ir pra igreja e viver de aparência? É tempo de parar de correr atrás do vento e começar a correr atrás das vidas que estão padecendo.

Bem-aventurados os pacificadores. Somos chamados para desarmar bombas e não semear mais contendas.

Deus quer que façamos coisas maiores do que Ele fez, em humildade, mansidão, misericórdia, levando a paz e chorando pelas vidas. Dessa maneira seremos muito, muito felizes!

 

 

Apresentação de criança

Consagrar os filhos a Deus é o maior presente que os pais podem dar. Filhos são herança do Senhor e flechas que Ele lança para cumprirem o Seu chamado. Trzê-los ao altar demonstra confiança em Deus e consciência de que precisam ser exemplos em tudo como pais que andam segundo a palavra, para que, ao atingir a maturidade, os filhos possam por servir o Deus de seus pais.

No dia 24 de abril, o pais Lucas Monteiro apresentou o Cauê, de 9 anos, no altar.

A igreja Bola de Neve Santos abençoou a família.