No dia 30 de outubro, o Pb. Bruno Barreto compartilhou uma palavra com o tema: “Lembranças de guerra”.

Resumo da palavra

Assim como as guerras naturais possuem motivos para acontecer como conquista de território, política e religião, as espirituais que Deus nos permite passar também possuem motivo.⠀

O povo de Israel que tinha lutado pela terra prometida e vivenciado milagres da parte de Deus, agora vivia confortavelmente em Canaã, muitos já haviam esquecido as guerras e livramentos dados por Deus.⠀
O povo que crescia ali não era treinado pra guerra, então Deus entra na história pra tirá-los do comodismo e prepará-los para a batalha.⠀
Na nossa vida Deus age da mesma forma, Ele permite adversidades para que lembremos de vigiar. A guerra vem para nos lembrar:⠀

1- Quem são os verdadeiros inimigos. O povo de Israel estava preocupado com guerras naturais, enquanto faziam muitas concessões e criavam brechas espirituais. Não faça concessões em troca de paz. Quem faz isso não encontra paz, mas escravidão.⠀
Nosso desafio é temer a Deus em meio a um povo que não teme a Deus.⠀ ⠀
2- Lembrar quem é o verdadeiro Deus. Quando olhamos pro natural, esquecemos do espiritual e vivemos uma religião. Quando a luta chegava, aí lembravam de clamar ao Deus verdadeiro.⠀
A guerra desperta o potencial dos que estão adormecidos.⠀

3- Estabelecimento de prioridades. O cumprimento das promessas não podem tirar Deus do lugar de prioridade em nossas vidas. A terra da promessa não é mais importante do que Quem prometeu. A paz verdadeira tem um preço. O preço da paz é a guerra! ⠀
Quem não aprende a guerrear não vive a paz. ⠀

Só a guerra extrai de nós o que Deus colocou. ⠀
Sem Golias não se levanta Davi.⠀

Entre nas guerras com Ele porque Ele é o único que nunca perde uma batalha.

 


Apresentação de criança

 

Na última quarta, os pais Alvaro José Amaro de Almeida Jr e Aline Regina da Silva Amaro apresentaram o Luan, de 4 meses, ao Senhor.

A apresentação aconteceu no Bola Santos, toda a igreja abençoou a família.